Notícias

Policiais civis protestam no ato “Natal do 0%”

20/12/2016

Os policiais civis participaram do ato público “Natal do 0%” contra o reajuste zero e para cobrar o governador Renan Filho o reajuste do piso salarial, a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A manifestação ocorreu na orla marítima de Maceió, na tarde da terça-feira (20).

Na mobilização, os dirigentes do Sindpol e policiais civis entregaram panfletos sobre o aumento da criminalidade em Alagoas e das ações do governo contra os trabalhadores e a população. Os sindicalistas também entregaram material da mobilização ao senador Benedito de Lira, que estava passando na orla.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, ressaltou que o protesto foi importante para mostrar a sociedade que o Governo do Estado deu zero por cento de reajuste aos policiais civis e servidores públicos, em um momento que o trabalhador sofre com alta da inflação, e o salário cada vez mais desvalorizado.

O diretor de Comunicação do Sindpol, Bartolomeu Rodrigues, disse que na manifestação foi possível conversar com a sociedade, mostrar a realidade dos policiais civis e dos servidores públicos que não é diferente da população. “Infelizmente, o governo usa a imprensa para fazer uma cortina de fumaça e esconde o descaso com os direitos e valorização dos servidores públicos”, revelou.

De acordo com o vice-diretor Jurídico do Sindpol, Ricardo Nazário, o protesto visou repudiar o governo do Estado que sequer repôs a inflação de 2016 aos servidores públicos. “O governador vai passar um ano sem atender os itens da pauta de reivindicações dos policiais civis e dos servidores públicos, que estão desmotivados com tanto descaso desse governo”.
 
Mobilização

O Governo do Estado não apresentou uma nova contraproposta à categoria, que reivindica piso salarial de nível superior da segurança pública em Alagoas. A última proposta foi de piso salarial parcelado até 2018, já incluso o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2017, que tratava de revisão inflacionária. A proposta também não contemplou a revisão do PCCS que atenda todos os aposentados e a isonomia dos policiais civis do último concurso.

 

15540761_1169252409795840_9214016142959274013_o  15591210_1169252516462496_7146332176979396322_o 15675715_1169252453129169_4112794466243099858_o 15591460_1169252369795844_4256187733121110362_o 15625592_1169252323129182_5900881715653961718_o 15675803_1169252199795861_9032013044952157685_o 15625825_1169252153129199_3595869567196249707_o 15590870_1169252156462532_700396392944777977_o 15626332_1169252106462537_3735876835635695342_o 15591416_1169252046462543_6711400575845156834_o 15585028_1169252006462547_5776113938962707538_o 15591409_1169251953129219_4706417015152639758_o 15626124_1169251853129229_1687464637281569665_o 15625850_1169251829795898_1474970534561527250_o 15585106_1169251806462567_3561822031991145491_o 15625753_1169251713129243_5597259070117988849_o 15591246_1169251669795914_7277689601405541741_o 15625646_1169251623129252_8716747206617305767_o 15578650_1169251556462592_99558204010044691_n 15626209_1169252539795827_5573811107950095836_o15591305_1169251539795927_2554231211560152485_o 15675714_1169251513129263_3278894192245232593_o 15540613_1169251459795935_5437166514391459202_o 15626525_1169251419795939_911668367154858590_o 15626558_1169251426462605_232827068111833909_o